Contando histórias, melhorando o mundo.

26 janeiro, 2010

UMA COLABORAÇÃO DE LUXO, DO AMIGO MÁRCIO ALMEIDA...

EVOÉ, CUMPADI MÁRCIO, PEÇO LICENÇA PRA PUBLICAR SEU "AI DE TI, HAITI".


AI DE TI, HAITI

Márcio Almeida

Ai de ti, Haiti!
Cloaca da miséria a perguntar ao mundo
se Deus existe.
Entulho da morte, pátria do caos.
Ai de ti, carniça viva
a dar azia em urubu.
Nação a mando do diabo,
do açúcar acre, do carvão sem cinza,
do exército cômico para deleite de Guerrit Verschuur,
da vida a menos de um dólar,
da única universidade soterrada no desconhecimento
de sua fragilidade sísmica.
Ai de ti, cemitério a céu aberto
como seus esgotos, suas heresias no Palácio dos Milagres,
suas feridas abertas na História,
suas dinastias que Papa e Baby DOCumentam o horror da desgraça
que não cessa,
seu jugo estrangeiro a quem em inglês, francês, espanhol ou vudu
exauriu seu solo, furtou seu pouco de nada, anulou seu futuro.
O inferno pó-moderno teve seu apocalipse trêmulo
e chama-se Haiti.
Subserviência sob domínio da fome,
Terra morta por terremoto,
entre saques e violência,
povo sem sinapse com o real,
em fuga sem para onde,
aeroporto sem destino,
Porto Príncipe sob a realeza mundo-cão.
Que os seus mortos adubem a esperança,
que seus políticos de mentira aprendam com a finitude,
que suas ajudas humanitárias
reconstruam o que seu povo nunca teve,
que suas ruínas ensinem a ouvir
entre vozes de concreto o apelo
de barrigudinhos-catarrentos,
que seu cheiro pútrido chegue aos salões de festa,
às mesas fartas, aos bunkers dos G8,
aos cultos e aos discursos dos poderosos.
Ai de ti, Haiti!
Agora que a Natureza te riscou do mapa
e abalou o alicerce do planeta,
e que o mundo, solidário ao seu castigo por existir
escravo de tudo e todos,
possa, Haiti, vingar como veneno tardio
a única certeza de Deus não morrer antes
de um dia te ver feliz.

2 comentários:

Shirley disse...

Boa noite, querido Nanal. O Haiti foi o primeiro país independente da América Latina. em uma magnífica e singular revolução escrava da história. Pena um destino tão trágico. Beijos da bruxa.

Samira disse...

Texto triste, mas bem feito. Parabéns pra quem o fez! Quanto ao blog, ainda não conhecia, mas achei bacana. Gosto bastante das coisas que você faz... Você é muito criativo, e admiro muito essa qualidade. Enfim, continue com o blog, que eu volto. =)